Arquivo da categoria: viktor & rolf

O SONHO E O LÚDICO ACABARAM?

00060m
Alexander McQueen

Nunca se viu tanta realidade nas passarelas como nessa temporada 2010. Não, na realidade nunca se viu tanta falta de sonho na moda. O lúdico, materia essencial na construção fashion, talvez mais do que em outras manifestações culturais, fazia muito tempo que não ficava adormecido no imaginário dos estilistas e das grifes que fazem a chamada temporada internacional.
Sim, o sonho muitas vezes conduzido e muitas vezes condutor da alienação que a moda é sempre acusada, faz parte da realidade fashion. Aliás o lúdico é vital em qualquer manifestação cultural, ele é que faz o vínculo e a mediação com essa tal realidade podendo ter o caráter naturalista ou não. Pense numa forma radical de se atrelar com a realidade: os documentários. Seja os de Michael Moore, Eduardo Coutinho ou os do cinema verité, todos eles, seja pelo enquadramento, pela montagem ou pelo discurso, apresentam traços lúdicos, pensando que na atividade lúdica [palavra que também significa jogo] não importa somente o resultado, mas a ação, o movimento vivenciado.
Pois bem, o que se viu nessa temporada foi um freio de mão em relação ao lúdico e ao sonho, a moda entrou em um estado de vigília preocupada com os números da economia. Em nome da chamada crise, economizou-se imaginação, marcas que sempre se mostraram ousadas parecem aflitas pra ter um pé mais comercial na passarela (que não é bem o melhor lugar pra esse tipo de proposta). Não existe nada de ruim em fazer uma coleção comercial, mas que o desfile se mostre longe dessa realidade. Parece que ao olharem pros bolsos, esqueceram de fantasiar as roupas como um todo, afinal moda tem esse quê de fantasia essencial.
Em um cenário que muitas vezes parecia um pesadelo, McQueen e Viktor & Rolf se destacaram indo contra o tsunami de bom senso econômico das marcas e apresentaram as loucuras e delírios que tanto amamos.
00280m
Viktor & Rolf

Enquanto isso no Brasil, a Mafuá Jeans promete alçar vôo, Johnny Luxo e seus deliciosos delírios mostram que ainda é possível ser lúdico na moda, mesmo sem grana.

Anúncios

ME DEU UMA VONTADE INTERNACIONAL

A Ellus vai trazer a top-top inglesa Agyness Deyn para o seu desfile no SPFW no dia 21 de janeiro às 16h30 na Bienal. Eu adoro a moça, lembro dela extasiada no desfile de Hussein Chalayan falando que em geral os desfiles era todos tão monótonos, que você – modelo – só vai e volta e que naquele desfile – o que as roupas mudavam com um chip, acontecia algo realmente interessante. A Ellus sabe ter essa vontade internacional, a mesma vontade que o produtor Guilherme Araújo disse para os tropicalistas terem ao mudar para São Paulo nos anos 1960 por ser uma cidade mais internacional.
E vejam só, até os internacionais têm uma vontade internacional. Vejam o Kanye West com a jaqueta vermelha do Viktor & Rolf: Que internacional!
image002

INVERNO 2008: PORQUE É UMA FESTA (DE IMAGENS)

É isso que eu espero de Paris:

DELÍRIO

2008-vivienne-westwood.jpg  Vivienne Westwood

 ESTRANHAMENTO

 2008-junya-watanabe.jpg Junya Watanabe

EXCESSO

2008-maison-martin-margiela.jpg Martin Margiela

PERSONALIDADE

2008-yohji-yamamoto.jpg Yohji Yamamoto

ORIGINALIDADE

2008-viktor-rolf.jpg Viktor & Rolf

I say no, no, no para o que foge disso e por favor, eu não estou falando de cotidiano, eu estou falando de Moda!

QUEM IMITA QUEM?

A vida imita a moda ou a moda imita a vida?

 osklen-inv-2006.jpg

 Osklen 

estudante.jpg 

Estudante de Direito sendo expulso da faculdade por policiais

 osklen-inv-2006-1.jpg

Osklen 

viktor.jpg 

Viktor & Rolf

Ou é tudo questão do acaso?