Arquivo da categoria: verão 2008

A CLEÓPATRA DE BRESSANE E A CLEÓPATRA DE BERCSEK


A Cleópatra de Bressane

Ó Poderosa Ísis!
Fui assistir ao sublime e difícil filme de Julio Bressane sobre a rainha Cleópatra. Que imaginação…
Mas no meio do filme comecei a reparar no figurino, tão ‘realista’ no pior sentido do termo e imediatamente me lembrei do Egito de Fábia Bercsek.
O olhar da estilista encontra-se com o do cineasta naquilo que eu falei em procurar “um Egito das marchinhas de carnaval, das chanchadas da Atlântica, um Egito brejeiro como Camila Pitanga, a nossa rainha maior na época assim como a mais admirada prostituta”.
Julinho sempre amou as chanchadas e mulheres fortes e entenderia como ninguém as roupas de Fábia, se por acaso ele entendesse de roupas, mas saberia que eram para mulher com muita personalidade.
Fiquei melancólico. Por preconceito e ignorância nenhum dos dois sabe do trabalho que cada um realizou na mesma chave. Talvez Julio até mudasse Alessandra Negrini – que está ótima – por Camila Pitanga, e com certeza, o figurino teria muito mais relação com suas construções cinematográficas se a cultura brasileira estive realmente conectada. Hoje é cada um por si e cada macaco em seu galho. Que pena, Poderosa Ísis!!!!

A Cleopátra de Bercsek

SAINT LAURET PANFLETÁRIO E VIDEOMAKER

Já muito se falou na blogolândia sobre o manifesto fashion, leia-se, ação de marketing que a grife Yves Saint Laurent está distribuindo em importantes cidades do mundo como Nova.York, Londres, Milão, Paris e Hong Kong para o verão 2008.

O manifesto é um livro de bolso com 24 páginas com a top Kate Moss fotografada por Ines van Lamsweerde e Vinoodh Matadin. Este é o segundo que a marca lança, o primeiro foi com Gisele Bündchen.

O total de panfletos, impresso em material reciclado, é de um milhão de cópias.

O manifesto sobre a mulher ideal pode ser visto também em Londres onde a marca montou uma instalação com imagens em tamanhos enormes na Old Truman Brewery, uma cervejaria de Shoreditch. 

A experiência com vídeo animou Stefano Pilati, o estilista da YSL para criar um outro na internet sobre a sua excelente coleção masculina de inverno 2008. Convidou o ator inglês Simon Woods, do seriado Roma e fez imagens fantásticas. A trilha sonora ficou a cargo do DJ mais fashion de todos: Michel Gaubert.

ESQUIZOFRENIA FASHION OU A FORÇA DE UM HYPE

Mudanças são sempre bem-vindas, às vezes… Marc Jacobs fez um elogio da feiúra no seu verão 2008, parecia uma ruptura com seu trabalho ultraconservador, mas como bom americano que é retrocedeu em seu inverno 2008 para agradar o gosto mediano dos fashionistas e deslumbrados de plantão.

 verao-mj.jpg verão 2008

inverno-mj.jpg inverno 2008

O EGITO DE SUZY MENKES E O EGITO DE FABIA BERCSEK

Através do blog de Marianna Valente fiquei sabendo que recentemente a crítica de moda Suzy Menkes escreveu que existia um momento Egito no ar.

aida460.jpg

figurino de Zandra Rhodes para a ópera “Aida”

O seu olhar super apurado detecta que, além da abertura da exposição em Londres sobre o jovem rei egípcio Tutankhamun, a nova montagem da “Aida” de Verdi que se passa no antigo Egito com figurino criado por Zandra Rhodes ou mesmo as jóias de Azza Fahmy para Julien Macdonald, o país dos faraós está imprimindo sua presença pelo destaque de duas cores que o simbolizou aparecerem em muitas coleções importantes: o azul turquesa e o dourado.

De certa maneira é um Egito glamouroso, dos nobres e faraós, é uma inspiração recorrente como já aconteceu na fabulosa coleção de alta costura da Dior verão 2004, que John Galliano.soltou a imaginação e teve modelos na passarela com cabeça de Anúbis e outros deuses, um verdadeiro e delicioso delírio fashion!

dior-spring-2004-carolo-trentini.jpg

Carol Trentini faz a egípcia em desfile incrível de Galiano para a Dior couture

Mas dona Menkes percebe esse momento agora no mundo. Aqui no Brasil, Fábia Bercsek fez um desfile inspirado em Cleópatra que dividiu opiniões. Uns adoraram outros detestaram, eu sou do primeiro time, pois fui conquistado pelo texto afiado de Jorge Wakabara sobre o desfile da estilista, já que não pude comparecer e só “assisti” a coleção por fotos.

fb-oliveros.jpg foto de Oliveros

Diferentemente das grandes marcas internacionais, Fábia tem uma grife bem pequena e uma questão pela frente: como poderia desenhar uma imagem de opulência e ostentação que tanto o Egito de Suzy Menkes pede?

A sacada da estilista foi não enveredar por esse caminho e descobrir o seu próprio Egito. Um Egito das marchinhas de carnaval, das chanchadas da Atlântica, um Egito brejeiro como Camila Pitanga, a nossa rainha maior na época assim como a mais admirada prostituta. È uma visão muito particular, de uma mulher forte sem perder a sensualidade feminina, por isso a seção de alfaiataria, mas sempre vermelha como se o desejo nunca saísse do corpo.

fabia-azule-dourada-verao-2008.jpg

Tem até dourado, mas a bossa é outra no Egito de Fabia

Ela organicamente leu o Egito pelo Brasil sem folclorizar pois essa mulher forte e sensual ao mesmo tempo está na construção do DNA de sua marca.

E o tema Egito vai estar na inauguração de sua loja de rua, lá no Alto Jardins (Alameda Franca, 1357) no projeto capitaneado por Aninha Strumpf. A abertura está prometida para final desse mês.

boutiquefbweb.jpg

Egito, Egito, ê… Faraó óóó

U HU AMONSTRO É O BICHU

 4728.jpg

As queridíssimas Lívia e Helena, estilistas da Amonstro, convidam para lançamento da nova coleção e inauguração da loja no dia 13 de novembro, terça-feira!

Eu tenho um carinho especial pro elas. No primeiro desfile delas no Amni HotSpot as entrevistei e pegamos amizade. Elas tinham a Lovefoxxx como colaboradora nas ilustrações e foi quando a conheci também.

Era muito delírio, mas aquele delírio que todos querem pra si. Uma estampa que eu amo é Quinta na Torre, que infelizmente não achei uma foto, mas trazia a essência da marca: multiplicidade de formas, jovialidade e cultura de rua e da noite.

Um desfile que me marcou muito foi o do inverno 2006, inspirado no krumping e no clown, dança de rua da costa oeste americana, os modelos entravam sorrindo, quase gargalhando. Aquilo dava uma felicidade e uma diferença que combinavam muito com as cores e a vibração da coleção.

amonstro-inverno-2006.jpgamonstro-inverno-2006-1.jpg

o inverno 2006 feliz da Amonstro  

Já de um tempo eu sei que elas estão para inaugurar “a casa”, como chamam: um espaço pra muitos artistas. A casa já funcionava como ateliê e agora se transforma também em loja.Junto com o evento, elas lançam a coleção de verão 2008 com novos parceiros nas ilustrações das estampas que são uma das marcas da Amonstro. Os artistas Remed (da França) e Atsuo Nakagawa (do Japão) são os novos amonstrinhos e vai ter também uma série limitada de bichos da marca em parceria com a tecelã Lala Martinez Corrêa. 

4142.jpg

Sucesso, meninas!    

Serviço:

AMONSTRO

Lívia Torres e Helena Pimenta

DIA 13 DE NOVEMBRO A PARTIR DAS 16H até 22H

Rua Campevas, 610 Sumaré São Paulo – SP

tel: +55-11-38819335 

amonstro@amonstro.com.br 

amonstro@gmail.com 

CHALAYAN SE UNE A NICK KNIGHT PARA AVANÇAR SUA VISÃO DO FUTURO E DA MULHER

chalayan1.jpg  Hussein Chalayan verão 2008

Não é desta nem da histórica temporada de verão 2007 que sou um aficionado pelo anglo cipriota Hussein Chalayan. Seu fascínio pelo design e sua posição no debate das novas idéias da moda e por conseqüência das artes em geral faz do estilista uma personagem impar no mundo da moda e no mundo das idéias.A construção de seus excelentes vestidos, a importância do acessório como fator vital na composição do look e a integração tecido+roupa+tecnologia estão ali para não só construir uma imagem, mas sim criar um debate sobre ela.Seu projeto renascentista reatualizado em unir arte e ciência, no caso tecnologia, não é algo frio e programático e sim orgânico e visceral!Para o verão 2008, ele apresentou sua coleção de em uma galeria de arte em Paris, só que de vez passarela, Chalayan mostrou filme que fez com o fotógrafo Nick Knight e seu genial SHOWSTUDIO.

Dessa vez ele debate a feminilidade vista pelo signo da fluidez que ganha caráter etéreo e o mais importante, o estilista indica ao colocar laser nos vestidos que a fluidez não está no tecido e sim na alma das mulheres.

assista o vídeo Readings aka a coleção de verão 2008 de Chalayan

PARIS BERTHOLINOU!

A cidade luz sempre foi chegada em um pretinho básico e isso não mudou nessa temporada. Os tons terrosos, o preto e o branco continuam, mas faz muito tempo que não se via um verão tão colorido.

balenciaga.jpg

Balenciaga verão 2008

comme.jpg

Comme des Garçons verão 2008

junia.jpg

Junya Watanabe verão 2008

undercover.jpg

Undercover verão 2008

vivienne.jpg

Vivienne Westwood verão 2008

yamamoto.jpg

Yohji Yamamoto verão 2008