Arquivo da categoria: marisol

AMIR SLAMA SAI DA ROSA CHÁ E A HISTERIA DO JORNALISMO DE MODA

Hoje bem cedo, aliás na madrugada de ontem li na coluna de Alcino Leite e Vivian Whiteman – a Última Moda – que Amir Slama está fora da Rosa Chá. Exatamente nesse momentos, como eu, blogues e sites devem estar correndo para anunciar a notícia, tentando quem sabe, seguir o furo da Folha, até porque deve ter chegado às redações o mesmo comunicado que recebi por e-mail da PRCom:

“AMIR SLAMA DEIXA ROSA CHÁ E INDICA ALEXANDRE HERCHCOVITCH PARA ASSUMIR ESTILO DA MARCA
O estilista Amir Slama deixa a Rosa Chá após 17 anos à frente da marca que criou.

Disposto a novos desafios, Amir sugeriu quem o sucederá no comando do departamento de estilo: Alexandre Herchcovitch, também um dos mais reconhecidos talento da moda brasileira, e, assim como Amir, com destaque internacional. Giuliano Donini, presidente da Marisol S.A, aceitou a sugestão de Slama e fechou com Alexandre Herchcovitch para assumir o estilo da Rosa Chá a partir da coleção Inverno 2010.
Amir, que ainda assina a próxima coleção Verão 2009/2010, sugeriu Alexandre por já conhecer seu trabalho e terem afinidades e reconhecerem o estilo um do outro. Os dois estilistas trabalharam conjuntamente em algumas ocasiões, quando a Rosa Chá fez biquínis e maiôs desenhados por Alexandre para sua marca e também para figurinos de teatro. A partir destas experiências, Amir viu que é possível manter o DNA da grife com outro criador à frente, e escolheu Herchcovitch, nome acolhido pela Marisol S.A.”.

E exatamente com essa mesma foto com pedidos de crédito para Maihara Marjorie:

download

Fico um pouco impaciente – e entediado – pois já sei que além de um texto com bases nessa informação, vamos ter ao longo do dia nos diversos sites e blogues uma repercussão do ocorrido com os fashionistas, talvez um álbum ilustrado com as principais imagens e tendências criadas pela Rosa Chá sob o comando de Amir Slama, algum depoimento de Alexandre…
A necessidade do furo jornalístico é talvez algo de mais deja vu que existe no jornalismo na era da internet, mas ele permanece mítico muito por insistência dos leitores. Claro que a notícia já estava no ar, ela foi guardada e reservada e finalmente “vendida” com exclusividade para a Folha, devido ao papel e a importância indiscutível do jornal, que ainda se alimenta do mito do furo. Lá, na Folha, se acredita – ou finge acreditar – assim como sua audiência, na importância de dar a notícia antes, mas com uma pequena exceção – o que faz de Alcino e Vivian leitura obrigatória -, mais do que mostrar o ocorrido, eles desenvolvem a pauta e deixam brechas para desenvolver pensamentos importantes, muito mais importantes que o furo em si:

“… é o segundo estilista de prestígio que, em menos de um mês, se desliga da própria marca que criou, após vendê-la para um grande grupo de moda. Em abril, Tufi Duek afastou-se da empresa catarinense AMC Têxtil, atual dona das grifes Forum, Triton e Forum by Tufi Duek”.

“A Folha apurou que, porém, divergências crescentes entre a Marisol e Slama pesaram na decisão. Uma suposta redução de vendas no atacado, nos últimos meses, teria sido a gota d’água. A Marisol desmente a queda nas vendas”.

Serão essas reflexões mais importantes que o tal furo? Claro que sim, mas quem vai mexer nesse vespeiro? São tantos compromissos, não? Melhor procurar outro furo para alimentar a histeria…