Arquivo da categoria: deboche

SOBRE OS OBJETIVOS DA MODA DE RUA


como reconhecer o indivíduo na massa
Quando fiz a matéria para o Uol sobre moda de rua, uma leitora escreveu:
“Na reportagem ‘Moda de Rua: Transportes Públicos’, todas as legendas são um grande erro.
O tema é realmente interessante e pode render fotos muito boas, mas o fato é que se em geral, neste tipo de divulgação, informa-se a marca da roupa que a pessoa está usando (para o caso de alguém se interessar), quando não há marca para informar, seja por não existir ou por não lembrarem em que loja do Brás a peça foi comprada, é desnecessário informar simplesmente que ela foi comprada no Brás, por exemplo. Não acrescenta grande coisa para ninguém, além de beirar o deboche. Publicar uma legenda que diz “A saia que a Edileuza comprou na lojinha de uma vizinha na Zona Leste já veio com a faixa”, se não é deboche, é pura incompetência”.

Bom, para mim, moda de rua nunca é um serviço como um editorial, até porque ele tem camadas de antropologia, sociologia e história que estão acima da idéia de prestadora de serviço – não que um editorial não tenha, mas de maneira muito, mas muito mais tênue. O que está em jogo, na minha opinião, na moda de rua é como se constrói um estilo, então seria desnescessário dizer a marca ou o local que comprou tal peça porque o que importa é como ela conjugou as peças pra montar um look só seu. Não existe nada mais sem estilo que as fashion victims, o estilo deve procurar refletir a individualidade, então cada um no seu quadrado, cada um com seu estilo. Seria contra meu conceito de moda de rua, se a pessoa ver uma peça e fizer igual a foto – apesar de poder, é claro. Moda de rua é muito mais como um caderno inspiracional, pra nos motivar a nos vestir como um reflexo do que somos ou do que queremos ser. No caso, o fato de colocar a loja da vizinha na legenda foi muito mais uma estratégia pra demonstrar que não precisa comprar na Daslu ou na Oscar Freire pra fazer um bom look, sim foi um deboche, mas não com Edileuza.
O que vocês acham?