Arquivo da categoria: anna wintour

TÔ DELIRANDO…

Tem 3 nomes da moda que eu acho incrível:

Miuccia Prada: porque parece que a irmã do Chico Buarque deu certo no estrangeiro…

Jade Gola: o nome já diz tudo, apesar dele infelizmente ter tido uma passagem rápida na moda porque o povo do colarinho branco não gosta de gola canoa.

Candy Pratts Price: um trava língua fashion amuleto. Quando encontrar a Diaba fale 13 vezes bem rápido esse nome para não virar uma bota pata de bode nude.

547 West 26th
A Diaba e a Trava (língua)

Em tempos de delírio nonsense, encerro o post com um link para as Las Bibas e sua dublagem do encontro entre Madonna ( Caldo Madge) e Lady Gaga ( Leite Caca) no Saturday Night Live. Maravilhoso

Anúncios

AO MESTRE COM CARINHO

Na vida, a gente tem muitos mestres, o importante é saber reconhecê-los. Um deles pra mim é Costanza, uma mestra que se reafirma a cada instante. Em entrevista para a última Serafina, por razão do lançamento de seu novo livro “Confidencial – Segredos de Moda, Estilo e Bem Viver”, que será lançado no próximo dia 6, ela respondeu a seguinte pergunta:

As divas do cinema eram os ícones da moda. E agora?
Não sei se elegantes, mas super bem vestidas, as editoras das revistas de moda viraram novos ícones por causa dos blogs de moda. Carine Roitfeld (editora-chefe da “Vogue” francesa), por exemplo. Não vou falar Anna Wintour (editora-chefe da “Vogue” America) porque, ela que me perdoe, se veste mal. Acho-a sem graça, sem “feeling”. É sempre aquela botinha, aquela sandalhinha “nude”, aquelas sainhas plissadas. Fora que ela não sente frio nunca. Tem uma historinha rolando de que o pessoal do mundo da moda é mal-humorado e mau caráter porque tem de aguentar saltos estratosféricos e passar frio o dia todo.

Ahahahah, isso não é maravilhoso? Então a gente fica mais com vontade de observar a sem gracice de Wintour nesse filme que tem criado muita expectativa nos blogs de moda e deve estrear no dia 11 de setembro (que data bombástica!)


adoro os plissadinhos dus infernus da diaba que realmente parece estar com frio em vários momentos.

Assim como Vionnet foi para Alaïa – que nunca chegou a conhecê-la pessoalmente -, um mestre não é uma pessoa que seguimos os passos cegamente. Um mestre nos ensina a enxergar com os olhos mais livres, sair do lugar comum, aprender ter mais autoconfiança como nesse momento maravilhoso de James Brown, o mestre com seus pupilos, Prince e Michael Jackson.

QUERO VER IRENE RIR…


quero ver Irene dar sua risada

Essa foto eu vi no blog do Marco Sabino e saiu na NY mag: A diaba no debate Obama X McCain!
Em Paris, no meio da moda, ela não expressou um sorriso, nunca, em nenhum momento que a vi.