Arquivo da categoria: amni hotspot

ESTAMPAS MARCAM HISTÓRIAS

Talvez uma das carcterísticas mais bacanas e jovens e brasileira na moda feita no país foi o aparecimento de estampas de cores fortes, do crash e da anarquia das cores nas nossas roupas. Esse tipo de estampa tem muita relação com o Brasil sem exigir um certificado de brasilidade. É natural e espontâneo!
Nessa leva de estilistas que criam estampas incríveis está a jovem marca Amonstro das queridas Lívia Torres e Helena Pimenta. Elas eram da geração Amni Hot Spot, infelizmente um projeto interrompido que lançou muitos bons nomes durante a sua existência – Fabia Bercsek, Wilson Ranieri, Simone Nunes, Jefferson de Assis, Erika Ikezilli e Samuel Cirnansck sairam do Amni.
[Aqui um parênteses importante, Dave me escreveu corrigindo e me lembrando que a Fábia, a Erika, a Simone e o Samuel saíram da Casa dos Criadores. E ele tem toda razão, mesmo a imagem deles no Amni sendo muito forte, foi a casa que os lançou, a verdade seja dita, aliás a Casa de Criadores lançou boa parte dos nomes da moda que atuam em SP hoje, outra verdade também, basta lembrar de Marcelo Sommer, Jum Nakao, Ronaldo Fraga, VRom, Cavalera, para citar só alguns]
Hoje recebo a triste notícia que Amonstro vai fechar. Ainda não sei as razões. Mas está claro que hoje em dia é bem difícil manter uma marca jovem.
Elas promovem um grande bazar final nesse fim de semana de sexta, dia 22, até domingo, dia 24, na Rua Campevas, 610, Sumaré, das 10h às 21h.
4728

Apesar da notícia chata, as estampas continuam a iluminar o comportamento jovem, pelo menos de São Paulo. A maior festeira da cidade, Lalai, promove a chegada de mais uma noite nova na cena paulistana: a Crash of Colors. Na produção, além da Lalai está o pai da abravanation Rick Castro, outro movimento que é uma estampa só. Vai ser, é claro, no Glória, nesse sábado, dia 23.
E Lalai pede: “Queremos que todos entrem no clima e tirem suas roupas mais coloridas e estampadas do armário!”
n537583662_1864497_5702112-420x310

100 ANOS DE IMIGRAÇÃO JAPONESA

08113_185513_lovefoxxcssdcl080708
Lovefoxxx é incrível, sou fã desde sempre. Lembro de uma vez produzir-dirigir umas vinhetas para abertura do falecido Amni Hot Spot e ela cantaria enquanto as imagens eram projetadas. Eu e o coletivo Rosângelos resolvemos fazer uma citação mangá de uma luta de karatê filmada toda na estação de metrô Paraíso. Para que a edição tivesse ritmo, liguei pra Lovefoxxx pra ela me passar a música. Liguei, me apresentei e tivemos uma conversa meio surreal:
– Ai, eu não posso falar agora,… mas você pode, conta sobre o vídeo! disse Lovefoxxx
Eu disparei e falei sobre o vídeo, sobre o trabalho, sobre a gravação, sobre o tempo frio que estava fazendo, falei do filme que eu vi na semana passada e num instante interrompi e ficamos mudos.
Até que ela gritou:
-Ai, vou entrar, eu já te ligo!
E a ligação caiu. Depois de uns 20 minutos ela retornou, me deu o número do celular do Adriano Cintra – ele sim tinha a música para dar ritmo na edição das imagens – e me disse que tinha adorado tudo sobre o vídeo, isso em menos de 1 minuto.
Nos reencontramos no dia da apresentação e ela me falou:
– Adorei falar contigo no telefone!
Conto tudo isso, muito menos pra mostrar meu lado viptima e muito mais pra ressaltar a faceta despretensiosa e relax de Lovefoxxx que a fez esse ano ser uma das 50 celebridades mais cool da NME.
Fora isso, depois de um show em Tóquio, a marca japonesa-cool Graniph resolveu chamá-la pra produzir duas camisetas pra grife que serão lançadas agora, dia 20 de novembro.
graniphxlovefoxx-480x534
Minha admiração por Lovefoxxx está, entre tantas coisas, pelo fato dela entender elegância não como um amontoado de grifes de luxo e regras a serem seguidas, mas por perceber que atitude, humor e despretensão podem estar acima disso tudo e serem ingredientes fatais para ser verdadeiramente cool.
Abaixo, o curta “Handmade” com ela de atriz e direção de arte de Olívia Hanssen Frasa e figurino de Amonstro

E, é claro, a alegria é a prova dos 9: Lovefoxxx ensinando como fazer uma coxinha = delícia!

SORRIA, SORRIA, SORRIA

Caetano Veloso, uma vez, bem baianamente, comentou que ao assistir um desfile de moda falou meio apreensivo para “Paulinha” que achava que as mulheres que estavam desfilando pareciam estar bravas com ele. E ainda exagerou na ironia: pensei que iam me bater!

A cara fechada dá neutralidade na passarela e é quase um comportamento padrão hoje em dia nos desfiles, mas nem sempre foi assim. Uma vez entrevistei a top modelo dos anos 70 Veluma que me contou que as modelos riam muito na passarela naquela época, e que isso deixava o ambiente mais agradável.

E é bem verdade, pois a energia de um clássico desfile da marca Amonstro no antigo Amni Hot Spot para o inverno 2006 estava no fato de todas os modelos entrarem sorrindo. Foi incrível!

 amonstro.jpg 

O sorriso prateado da Amonstro!

Agora em Paris, um dos meus preferidos, Hussein Chalayan, pediu a mesma atitude para as modelos no seu inverno 2008, pois o começo de tudo, o Big Bang – tema de sua coleção – certamente na visão do estilista não foi algo nada triste ou sério.

 00140m.jpg

Os carrancudos europeus adoraram o riso da gata!

U HU AMONSTRO É O BICHU

 4728.jpg

As queridíssimas Lívia e Helena, estilistas da Amonstro, convidam para lançamento da nova coleção e inauguração da loja no dia 13 de novembro, terça-feira!

Eu tenho um carinho especial pro elas. No primeiro desfile delas no Amni HotSpot as entrevistei e pegamos amizade. Elas tinham a Lovefoxxx como colaboradora nas ilustrações e foi quando a conheci também.

Era muito delírio, mas aquele delírio que todos querem pra si. Uma estampa que eu amo é Quinta na Torre, que infelizmente não achei uma foto, mas trazia a essência da marca: multiplicidade de formas, jovialidade e cultura de rua e da noite.

Um desfile que me marcou muito foi o do inverno 2006, inspirado no krumping e no clown, dança de rua da costa oeste americana, os modelos entravam sorrindo, quase gargalhando. Aquilo dava uma felicidade e uma diferença que combinavam muito com as cores e a vibração da coleção.

amonstro-inverno-2006.jpgamonstro-inverno-2006-1.jpg

o inverno 2006 feliz da Amonstro  

Já de um tempo eu sei que elas estão para inaugurar “a casa”, como chamam: um espaço pra muitos artistas. A casa já funcionava como ateliê e agora se transforma também em loja.Junto com o evento, elas lançam a coleção de verão 2008 com novos parceiros nas ilustrações das estampas que são uma das marcas da Amonstro. Os artistas Remed (da França) e Atsuo Nakagawa (do Japão) são os novos amonstrinhos e vai ter também uma série limitada de bichos da marca em parceria com a tecelã Lala Martinez Corrêa. 

4142.jpg

Sucesso, meninas!    

Serviço:

AMONSTRO

Lívia Torres e Helena Pimenta

DIA 13 DE NOVEMBRO A PARTIR DAS 16H até 22H

Rua Campevas, 610 Sumaré São Paulo – SP

tel: +55-11-38819335 

amonstro@amonstro.com.br 

amonstro@gmail.com