Arquivo da categoria: agyness deyn

AGYNESS DEI

1361954
Dei em latim é Deus. Agyness de Deus, princesa bárbara da ruas de Londres. Beleza = maquiagem pálida do leste da Old Street. Amigos por amizade não por hype de Henry Holland, de Christopher Kane e Gareth Pugh.
Vestida para matar Margareth Thatcher, aquela que encareteou seu país e tripudiou a área da grande Manchester, local em que nasceu. Vestida de mineradora, não magra pela greve de fome nas minas de carvão, mas pelos padrões do tock que tanto ama namorar.
Personalidade, isso faz uma pessoa, isso a diferencia. Adoro ela falando anos atrás depois do desfile do Hussein Chalayan que tinha adorado participar de algo tão inusitado com as roupas se modificando porque acha meio boring ficar andando pra lá e pra cá nas passarelas!
O que ressalta de sua beleza meio andrógina, meio obscura, escurecida pelas fuligens da moda é seu sorriso final, meigo.
Todos estranharam o fato dela não querer falar com ninguém da imprensa e depois mostrar aquele sorriso de vizinha que vem pedir xícara de açúcar. Será que ela foi blindada pela marca? Ou teve um ataque súbito de celebridade instântanea como Toddy?

ME DEU UMA VONTADE INTERNACIONAL

A Ellus vai trazer a top-top inglesa Agyness Deyn para o seu desfile no SPFW no dia 21 de janeiro às 16h30 na Bienal. Eu adoro a moça, lembro dela extasiada no desfile de Hussein Chalayan falando que em geral os desfiles era todos tão monótonos, que você – modelo – só vai e volta e que naquele desfile – o que as roupas mudavam com um chip, acontecia algo realmente interessante. A Ellus sabe ter essa vontade internacional, a mesma vontade que o produtor Guilherme Araújo disse para os tropicalistas terem ao mudar para São Paulo nos anos 1960 por ser uma cidade mais internacional.
E vejam só, até os internacionais têm uma vontade internacional. Vejam o Kanye West com a jaqueta vermelha do Viktor & Rolf: Que internacional!
image002