A PARÓDIA E OS TROCADILHOS


Las Bibas From Vizcaya: mestres da paródia

A paródia e os trocadilhos chamaram a atenção de nós, brasileiros, quando os modernistas da Semana de 22 se mostraram muito interessados por essas manifestações da linguagem como representativas e constitutivas de um “espírito” do Brasil.
Mesmo o projeto modernista não tendo total êxito na tentativa de termos uma consciência maior do humor nas nossas vidas e uma recolocação da posição da comédia entre os gêneros literários e artísticos (já que o drama e a tragédia são considerados por parte da crítica como superiores). Mesmo assim tanto a comédia como o humor são muito fortes culturalmente no ambiente nacional. A paródia é um dos nossos instrumentos para realizarmos pontos altos da comédia como aconteceu na Atlântida com Oscarito e Grande Otelo.
imagem-04-atores
Oscarito e Grande Otelo: os reis da paródia

Penso que essa falsa seriedade da moda brasileira ganharia novo fôlego e força se fosse mais bem humorada. Mas é exatamente por essa chave que hoje consigo entender melhor um desfile antigo de Samuel Cirnansck que nevou na passarela e a minha sensação que aquilo era muito brasileiro. Estaria ele fazendo uma paródia de uma vontade de Brasil possível? Lembrando que em seu último desfile com todo o imaginário cubano da década de 40 e sua entrada final como turista de máquina fotográfica, penso que sim.
1400570
Samuel Cirnansck: delibarado ou não, humor na moda

Uma resposta para “A PARÓDIA E OS TROCADILHOS

  1. Pingback: Marina Torrezan » Blog Archive » BLOGLAND

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s