MICHAEL FASHION

Foi o Oliveros que por e-mail me avisou que Michael Jackson morreu. Senti uma infelicidade imensa. Pois fui feliz durante a sua existência. Ele e muito do seu estilo me acompanharam e me acompanham até hoje.
coverlz2
Com 10 anos, com uma namoradinha de escola e vizinha, lembro de ouvir de mãos dadas com ela e de olhos fechados – “para ficar imaginando o infinito” – em uma vitrolinha Sonata o compacto de “Music & Me”.
A capa era Jackson ainda uma criança com cabelo black power e um violão. Lembro que desde essa época acho o cabelo black power o mais estiloso que existe – e dizem que é o cão pra mantê-lo. Lembro de insistentemente anos mais tarde pedir para um namorado deixar o cabelo ficar black power. Se tivesse cabelo suficientemente bom e vasto pra isso com certeza só usaria o black power.
“Music & Me” era a música lenta dos bailinhos, da época que se dançava juntinho, mas o seu pop que sempre flertou com a melhor da música para se dançar, leia-se: a black music, foi o melhor termômetro das pistas de dança. São inúmeras suas criações que esquentam e fazem uma boa pista na buatchy.

Ele foi responsável pela difusão do break ou da street dance dos guetos negros para o mundo. Moonwalk é um passo tão clássico como o pas de bourrée ou o grand jeté é para o ballet. Lembro de treinar milhares de vezes na rua com meus amigos o moonwalk e quando a gente pegou a manha – mas nunca deslizamos como Michael, quero deixar isso claro – ficamos super nos exibindo nas matinês e era uma sensação.

Saber o moonwalk era estar em um estágio mais evoluído da raça humana, era assim que parecia para todos os garotos da minha geração.

Ele não tinha medo dos brilhos como em “Rock with You”, que depois apareceriam na suas meias e na sua luva com cristais Swarovski. Sem falar do brilho de seus casacos militares, inspirados nos Beatles, mas diferentemente do quarteto britâncio que tinham aquela roupa como figurino, Michael fez da jaqueta sua roupa do dia-a-dia (se é que podemos falar isso no caso de Michael).
full_michael_jackson_11_wenn2318242
Não à toa, a Balmain lançou com grande sucesso uma versão atualizada da jaqueta de Michael.

Depois teve “Don’t Stop ‘Til You Get Enough” e as meias brancas no mocassim preto era uma marca forte de Michael. Aliás se não tinha o brilho, era sempre uma cordenação de cores de não cores: Michael usou e abusou do preto e branco.
MichaelJacksonDancando1
Sempre achei luxuoso esse estilo (mocassim preto + meia branca) mesmo com a minha mãe dizendo que a meia deve ser da cor do calçado ou da calça.
Não importa, ele tinha um estilo terrificante que fez todos ficarem paralizados durante uma noite de domingo, no Fantástico, para assistir “Thriller”. Aquilo foi um acontecimento em rede nacional. Um curta de terror com uma coreografia que foi exaustivamente repetida e ainda a é até hoje. Lembram da “surpresa” do final do SPFW com os bailarinos dançando? Aquilo foi pura reciclagem de “Thriller”.

O mais impressionante que ele nessa época é tão lindo, mas agia igual às anoréxicas que não se enxergam como realmente são. É também nesse clipe que tem a sintomática transformação dele em lobisomem e em morto-vivo sinalizando em metáfora o que aconteceria com ele tempos depois.
Suas plásticas são mais artísticas, radicais e interessantes que as de Orlan e causam tamanho choque em uma sociedade que um branco pode imitar um negro, mas o vice-versa é impensável.
Mas mais impensável que isso foi o conglomerado de pessoas que ele conseguiu unir numa tarde na MTV. Trabalhava lá no começo dos 90, um ambiente dos roqueiros, alternativos e modernos de toda espécie, enfim uma área pouco provável pra fãs de Michael. Mas quando chegou o clipe “Black and White”, todos, sem exceção, se aglomeraram num pequena salinha pra ver o clipe. Sério, teve umas 6 sessões pra que todos pudessem ver/ouvir o Slash – me engana que eu gosto.

Sobre a questão de que cada vez mais ele foi ficando mais branco, como muitos amigos negros continuaram a amá-lo e nunca viram sua “branquificação” como sinal de “traição do movimento”, fechei que aquilo era uma questão de sua individualidade (por mais problemática que fosse sua transformação, era um problema dele). Sua grandeza nunca diminuiu: lembro que quando ele foi preso, acusado de pedofilia, em plena época dos xiitismos eletrônicos, o Dj Marky parou seu set e colocou Beat It. Gestos assim dão dimensão do alcance do artista Michael Jackson.
Até hoje me pergunto se ninguém percebeu o quanto tinha de político em plena era Bush e de todo anti-islamismo reinante, quando ele deixou Neverland (meu sonho era conhecer esse lugar!) e se mudou para o Bahrain, nos Emirados Árabes. E apareceu até de burka.
380497524_64273ad635
Na moda atual e na música, com toda a revisão dos anos 80 que teimam em não acabar, seu estilo era a mais perfeita tradução dessa década. E esperava com ansiedade o impacto que seus shows em Londres que começariam no próximo dia 13 de julho, causaria no mundo e com certeza na moda. Mas ele se foi como me avisou Oliveros por e-mail.
Michael simbolizava o trânsito entre as coisas do mundo, ele deslizava pelos ritmos, gêneros, gerações exatamente como sua dança. Sua música tinha r&B, soul, funk, rap, rock. Ele mesmo era meio homem, meio mulher, meio branco, meio negro. Ora era todo brilho, ora se escondia na neutralidade do preto e branco. Ora causava amor, ora causava repulsa pelos supostos casos de pedofilia que foi acusado ou pela quantidade de plástica. Não saiu da infância, mas deixou os adultos mais alegres, o mundo mais feliz.


Pra mim esse vídeo é o resumo de sua grandeza. Ele entra, diz seus versos e nós inclui nesse mundo, um mundo que nos próximos dias tem Michael Jackson como sua principal trilha musical.

18 Respostas para “MICHAEL FASHION

  1. Music & Me é a minha favorita! :o)
    Bjo

  2. esperei muito seu comentário. teremos um especial no moda&música? beijos

  3. Para quem viveu a adolescencia na década de 80 é dificil acreditar que o MJ morreu, parece que perdi um parente proximo.

    Rock with You e Don’t Stop ‘Til You Get Enough são musicas de uma época incrivel da minha vida.

    Amei o post Vitor, beijão.

  4. nossa, eu nasci no auge dele, meus irmãos são bem mais velhos que eu, então cresci ouvindo… acho ele genial, uma vítima dessa loucura do showbizz, familia desestruturada, ele é um case do que pode acontecer com um gênio precoce quando dá tudo errado…
    o que me deixou mais triste é q provavelmente ele morreu porque estava indo além de suas capacidades física e mental para aguentar se apresentar novamente…
    bjs

  5. Adorei seu texto, de tudo o que vi, ouvi e li nestes últimso dias, vc foi quem mais se aproimou de como eu me sinto, consegui imaginar a cena das crianças de olhos fechados imaginano o infinito… Bjs

  6. Roberta SampaioRoberta Sampaio

    Um dos melhores,senão o melhor texto que li agora sobre essa overdose de Michael que a gente está tendo…Um dos únicos que realmente senti como verdadeiro e que condiz com o momento..Parabéns! ;D

  7. Eu não entendia seu sucesso, mesmo quando ele estava sumido. Mas precisou ele morrer para eu me dar conta de que sua estrela vai sempre brilhar!

  8. Pingback: AINDA MICHAEL « dus*****infernus

  9. Pingback: AINDA MICHAEL… SEMPRE « dus*****infernus

  10. texto mais phoda q já li sobre mj. parabens

  11. Seus textos são sempre incríveis, mas este foi de uma carga afetiva e humana tão maravilhosas que eu só posso te agradecer e te deixar meu abraço!

  12. eu e meu irmão gravamos um especial da globo em vhs, do tempo que os aparelhos eram em 2 partes, e a gente era viciado. revi todas aquelas cenas esses dias na tv, ele ganhando guiness com Brooke Shields ao lado, o cabelo pegando fogo no comercial da Pepsi. já não se fazem mais artistas como antigamente.

  13. Michael Jackson foi um ícone supremo da música pop mundial. A sua trajetória foi marcada pelo sucesso, pelas polêmicas e principalmente pela sua não aceitação racial.
    Todo histórico negativo do mega astro, sucumbe diante da sua magnânima presença de palco e da sua mágica aptão para ser um rei Mìdas do show busisness. Não haverá no mundo dos espetáculos alguém que possa reunir em um só tanto talento e carisma como MJ. O show não pode parar. Michael forever!

  14. Pô Vitor, que baita relexão! Esse mundinho era mesmo pequeno para Michael…

  15. Pingback: O BLACK POWER « dus*****infernus

  16. EU AMO MICHAEL E NINGUEM ME ENTENDE NÃO SEI POR QUE

  17. Algumas pessoas ficam me zundo por q gosto das músicas dele.
    Mas eu não ligo, entra por um ouvido e sai pelo outro.
    Mas pra mim Michael Jackson não morreu, e ele sempre será o Rei do Pop, abraços desse fã namber uan

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s