POR MAIS FELICIDADE NA FILA A

No primeiro dia da Casa de Criadores recebi esse twitter do boutiquein O @vitorangelo é o mais feliz da primeira fila. POvo mais cara fechada viu . No primeiro segundo pensei: ih, de novo dei gafe. Lembrei de Lilian Pacce me ensinando – com a maior das boas intenções – que as pessoas na fila A são super observadas, que um comportamento neutro é sempre bom também para que ninguém decodifique o que você está pensando ou achando. E ela está certa nesse quesito tanto que durante a síncope geral que fez os fashionistas mais treinados perderem a compostura e rirem durante a performance da coleção de Jefferson de Assis com pianos de madeira que entravam se movendo como que sozinhos com modelos em cima, Lilian se manteve impávida.
1113648
A imagem era tão surreal, que quase tive um surto e fiquei segurando a gargalhada, mas confesso que meus olhos se encheram de lágrimas de sorriso.
Agora, da minha parte, eu não ri como uma atitude de desmerecer a coleção que aliás lembro que gostei na época. Ri porque achei engraçado, mas muita gente viu e veio comentar comigo como se eu tivesse detestado e estivesse xoxando a coleção do Jefferson.
1113667
Essa é uma razão da recusa das meninas do Oficina de Estilo não ficarem em alguns desfiles, mesmo com convite, na fila A, preferem a B, pois lá podem ser elas mesmas, dar palpite, comentar…
No segundo dia da Casa de Criadores, Luigi Torres comentou para mim e Simone Esmanhotto que a viu rindo da coleção da Purpure. E ela de pronto respondeu: “Ri porque achei divertido, mas eu não estava tirando sarro, tinha looks muito bacanas e eles fizeram o que prometeram, fugiram do clichê da moda praia”. Isso é, ela não desgostou só achou engraçado, mas isso se torna um fato que vai além da graça, confunde os códigos da fila A com sua neutralidade e impessoalidade. Por isso as pessoas ficam de cara fechada, por isso, quando era moda, usava-se tanto ólculos escuros, por isso se tem o hábito de observar a fila A exatamente pra ver quem não está dentro dessa ‘SOCILA”. Mas será que não é hora de mudar esses códigos?
Como as meninas do Boutequein sugeriram e eu estou com elas: sou a favor de uma ação pró sorriso na fila A!
rindo58

18 Respostas para “POR MAIS FELICIDADE NA FILA A

  1. só lembrando que a gente quase-nunca é convidada a se sentar nas filas A da vida! mas sim, quando a gente tem um (convite) fila A a gente barganha com as assessorias dois fila B porque né. ser feliz é mais importante do que ser observado, amei a pensata.

  2. Tá bom… Lilian Pacce. SEM GRAÇA mandou lembrança pra ela três vezes só na última temporada. Uma coisa é manter a compostura, outra bem diferente não rir porque se é incapaz de entender (aprovar?) a piada ou se permitir uma boa e saudável gargalhada (que, aliás, a gente adora, né?). Aliás, SEM GRAÇA acaba de passar por aqui e mandou um recado pra miss Pacce: “Beijo e NÃO me twitta”.

  3. Ah, esqueci de dizer: Front row de c… é r… Sorry, a sinceridade, mas ando assim ultimamente.

  4. hahaha ADOREI!
    Sou super a favor de tudo isso. Sou nova na vida de Fila A, então nunca aprendi a etiqueta. Bato o pézinho quando toca joy division, e não escondo minhas expressões de desgosto(na medida certa claro, também não fico fazendo cara de nojo, como tem gente que faz em TODO desfile) muito menos quando gosto muito de algo, logo abro o sorrisão. Então vamos lá, por mais sorrisos na Fila A! Afinal todos querem que os desfiles sejam um show, gostam quando são artisticos, e a platéia não pode demonstrar o que tá sentindo?

  5. Super apóio! Sou super a favor de sorrisos. Sempre!

  6. E viva Danusa Leão!!!!

  7. Nossa, já pra terapia essa meninas da Oficina de Estilo!

  8. Angel eu não entendo porque o povo não ri, o mundo da moda é comédia! Darling, vc tem ido arrumadinho aos eventos? Nada de camisetinha básica de Rimbaud, na primeira fila, querendo fazer a eruditinha despojada!
    Conta pra mim, vc tá fazendo mais a Glam, a Rock Cool, a Suit Power, a Minimal ou usando suas Girlfriend dresses? Tá investindo nos acessórios?!

  9. Nossa…recalque é pouco pro(a) MM, mas enfim…Adorei o post, pq tem horas que é duro segurar mesmo, por mais que a gente saiba que não pode. Se tiver um “cúmplice amigo” na fila da frente então…danou-se. Ria pra não chorar.

  10. Claro que vc riu, vitor. Eu estava sentada do seu lado e vc tentava segurar a risada e nao conseguia. E depois o Olliveros, que também riu, veio brigar com a gente, falando que quem começou a rir primero fomos nós. Só tenho uma coisa para dizer. Eu amei aquele desfile. Foi, para mim, um dos momentos de maior alegria em todos os eventos de moda que já cobri. Espero rir mais esse ano. Não necessariamente na fila A porque, claro, fila A, assim como Amir Slama, sao coisas que nao existem para mim.

  11. Só não é maior que a minha falta de paciência com recém chegado caído do trem.

  12. ADOOOOORO!!! quando o MM não faz a MEIGA e solta os chiuauas encima das BABY FASHIONS!!!!
    Agora falar mal de alguém da Vogue eu acho um pecado!!! A revista não paga bem seus colaboradores comparada com outras de menor prestígio. Ela trabalha com o poder do brand, atraindo assim bem nascidos, com boa formação que não precisam de dinheiro, mas querem estar inseridos na aura do produto. Sendo assim, os que trabalham por lá são oriundo de uma boa família e possuem guarda-roupas estonteantes. Se moda é deslumbre e luxo e seus funcionários estão inseridos nesse contexto! a Vogue é TCHUDO!!!!!

  13. eu nunca tinha pensado nisso.

    acho a fila a mto chata pq nao da pra comentar e rir que os outros ficam olhando. mas qual é a graça de assistir desfile se a gente nao pode comentar e falar besteira? a gente é assim o tempo tdo, tem que fingir por 8 minutos que não é?

    odeio assistir desfile hahaha

  14. HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH
    nessas horas que me dá uma preguiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiça de querer ser jornalista de moda…
    se é pra ser sério, vou pra editoria de economia, política…

  15. sério no sentido de nao rir, não no sentido de fazer trabalho sério – isso todos temos. aliás, os jornalistas de economia tb podem rir, qual o problema?!

    que discussão mais o nome da rosa né?

  16. Vera Maria Sampaio Viana

    Fashionista que é chic mesmo não morre no Brasil, morre pelo menos num voo da Air France!!!

  17. Felipe Dall'Anese

    Eu bem lembro desse dia ai das fotos do piano.
    hihihihi

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s