COLUNA DA REVISTA DA FOLHA DE SÃO PAULO – 17/05/2009

01419645800
É chocante saber que o “Alô Senado” (0800-612211), serviço gratuito que o cidadão liga para fazer críticas e sugestões para os senadores, aumentou 680% nesse ano em relação aos mesmos 4 primeiros meses de 2008.
É de ficar bege quando sabemos que o projeto que as pessoas mais ligam pra fazer uma conversinha é o PLC 122/06 que torna crime a homofobia. Do total das 303 mil manisfestações por telefone, 74,5% é pra saber do projeto das bees.
E é pra ficar de cara mesmo quando se constata que as pessoas ligam pra saber se é esse o projeto de casamento entre homossexuais, sem falar do enorme número de evangélicos que são completamente contra a (se Deus quiser!) futura lei e estão movendo montanhas para impedí-la.
Nada contra os evangélicos, aliás admiro a fé de muitos seguidores. Posso não concordar com os dogmas das igrejas evangélicas, mas as respeito e vejo que muitos encontram respostas espirituais para as suas angústias e possibilidades de felicidade nessas religiões. Mas isso não significa que serve para todos, outros conseguem as mesmas respostas em outras religiões ou no ateísmo. E essa diversidade espiritual, apesar da intolerância religiosa que costuma rondar todas as crenças, é uma das riquezas do Homem. “Muitos caminhos levam a Deus – ou aos deuses” (Nossa, me senti um carola agora!)
Do mesmo jeito que a lei protege e respeita todos os cultos aqui no Brasil, ela também poderia defender todas as diferenças sexuais. É simples, basta dar um alô pra sua consciência!

5 Respostas para “COLUNA DA REVISTA DA FOLHA DE SÃO PAULO – 17/05/2009

  1. É por isso que eu acho que devia ser casamento gay, e não contrato de união civil. Todo mundo chama de casamento mesmo!

  2. AINH, FIA! A LEI DEVERIA SER PELA PLENA EXECUÇÃO DO ARTIGO 5º DA CONSTITUIÇÃO FEDERATIVA BRASILEIRA DE 1988.

    CAPÍTULO I – DOS DIREITOS E DEVERES INDIVIDUAIS E COLETIVOS

    Art. 5º. Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade(…)

  3. Concordo com o acima, porém, no artigo que fala sobre casamento CF88:
    “Art. 226 – A família, base da sociedade, tem especial proteção do Estado.
    § 3º – Para efeito da proteção do Estado, é reconhecida a união estável entre o homem e a mulher como entidade familiar, devendo a lei facilitar sua conversão em casamento.”
    Portanto, precisamos que a nova lei reescreva esta parte da história.
    Quanto às religiões, bem, hoje em dia temos que considerar que os evangélicos são só o “plus a mais” da história. Os católicos há anos e anos são bem piores e o que se fala deles? O que está acontecendo atualmente é que os evangélicos tem mais dinheiro e estão melhores organizados. Mas este fanatismo todo, este dogmatismo que cega as pessoas para questões de direitos humanos são só uma sinalização da ignorância que assola o nosso país, fazendo com que as pessoas não procurem explicações plausíveis para as coisas. É muito mais fácil ligar a TV e ouvir um babaca com uma bíblia na mão falando um monte de besteira e dizendo que aquilo está escrito ali. A bíblia é um livro completamente enviesado e de interpretações vagas, que podem ser usadas para fazer o fulaninho que ganha R$465,00 pagar um DOC prá Igreja, acreditando que sua vida vai melhorar. A minha singela interpretação deste ato é que no momento que a pessoa faz isso a sua alma já se perdeu. É assinar o atestado de ignorância completa. Mas tudo isso é extremamente positivo para os nossos legisladores, juristas e governantes, afinal de contas, eles ficam com a maior parte do bolo enquanto a população maciça vive com salário de fome, oriundo de políticas assistencialistas ministradas pelo catolicismo.

  4. Acho “tchic” os gays conquistarem o direito ao casamento… assim como também acho avangard os pós-gays dizerem, posso casar, mas sou adepto do sexo grupal não me adpto a monogamia… ou amo o homem com quem estou nesse momento, mas não preciso do casamento, me parece um lifestyle tão antigo e engessa minhas emoções…
    ;0)

  5. acho um absurdo intitularem o pl 122 de “lei da moradaça gay”, alegando que seria um meio de impedir que as pessoas se expressassem contra a diversidade sexual…

    é preciso mudar muita coisa ainda…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s