A MODA É RACISTA!!!!!

Bom, não a Moda no sentido mais profundo do termo, mas o sistema moda hoje ainda é extremamente racista. E um excelente começo para mudarmos (ou não) esse estado de coisas é assumir esse racismo, não individualmente, mas sim perceber que fazemos parte de uma engrenagem excludente e entre os excluídos, talvez o mais chocante seja o caso dos negros. E principalmente no Brasil. Sim, eles são boa parte da população do nosso país. Mas eles não têm direito à imagem de moda, apesar do discurso hoje falar em democracia e diversidade no terreno fashion. Sim, a moda é racista e o primeiro passo para enxergamos preto no branco que isso é fato e não tem nada de subjetivo.
Mas nesse terreiro percebemos outra atitude, outra desculpa. “Não vende, negro na capa de revista não vende” é uma das palavras de ordem da moda para indicar algo prático e embaralhar mais a questão. Realmente os negros, escravos de uma lógica mercadológica, não têm direito à imagem de moda, parece dizer a frase acima.

“pra moda praia eles são até que são bons e pra mostrar o seio”, outro lugar comum do pensamento na moda

Para uma edição em homenagem à África no SPFW algum tempo atrás, fiz algumas matérias, na época para O Estado de São Paulo e para o GNT Fashion, sobre a questão. E qual o meu espanto! Todos se isentam da culpa, para as agências são os estilistas que não escolhem os negros, para os estilistas são as agências que não os oferecem. Enfim, ninguém é responsável, é tudo subjetivo, abstrato.
A contagem de negros nas passarelas feita há duas edições por Eva Joory na Folha de São Paulo também é tratada com indiferença, quando não com certo desdém. Sim, faz parte do manual do fashionismo ser blasé até em questões relevantes.
Voltando à edição africana do São Paulo Week, na época para o GNT Fashion fizemos uma enquete sobre a negra mais linda da temporada e ganhou Emanuela de Paula, que é bela sim, mas a razão que muitos a elegeram era “os seus traços finos, o rosto delicado…”, quer dizer, a beleza branca ocidental.
Quando Cathy Horyn coloca que belo é belo em um recente artigo que discute o racismo na moda, ela se equivoca em não ir fundo na questão. que beleza ela está se referindo?
Em “Banalogias”, Francisco Bosco escreve: “Hoje assistimos, sem qualquer assombro, as negras louras como Mariah Carey ou Beyoncé Knowles: louras de cabelo liso e traços finos […] o que se nota é que a beleza de todas as ‘raças’ é admitida desde que seja mediada por traços ocidentais. Em outras palavras, isso quer dizer que o japonês será mais bonito quanto mais ocidental e menos japonês ele for, o negro idem, o chinês, também etc. Em suma, o multiculturalismo estético é, em sentido profundo, a negação da diversidade das culturas”.
A exceção que confirma a regra: Alek Wek e no Brasil, Rojane.

nada de ocidental na beleza de Wek, a exceção que confirma a regra

No entanto aliado a diversos fatores, temos hoje na moda um “black is fashion” e não estou falando do pretinho básico, Sylvain explica bem a tendência assim como Oliveros identifica a onda Obama como causa e efeito desse olhar da moda para os negros.
foto Marcio Madeira
senhores do engenho, os gêmeos da D-Squared, se jogam na onda negra

Como sempre alerto, o nefasto de estar na moda é que rapidamente se está fora dela. e esse assunto, o racismo na moda não deve ser sazonal!

14 Respostas para “A MODA É RACISTA!!!!!

  1. O Mr. Eko, do Lost, me fazia ovular. Não pelos mesmos motivos que o Jake Gylenhaal, por exemplo. A beleza negra é forte, agressiva, e você tem que gostar dela assim. Buscar parâmetros da beleza branca é o fim.

  2. Eu acho que mais uma vez, é uma questão de aqué, fia. As mesmas pessoas que falavam que colocar negro não vende, estão vendo que os negros é que tão comprando (Angola é o país que mais cresce economicamente no mundo, em 2007 teve crescimento de mais de 20% no ano!) e agora tão correndo atrás. Moda é movida pelo aqué né. Quando a China começou a crescer, fizeram pencas de editorial com chinesas, com ambientação chinesa estereotipada e tal. É muito previsível e boring. Não existe mais surpresas na moda.

  3. Eu como sino-africano sou super a favor da afirmação da diversidade das culturas. Apesar sempre de achar que um dia, Oxalá me ouça, isso deva ser um assunto que não terá a minima importância no futuro, assim como a questão gay, e por aí vai.

  4. Ixxi bastante polêmico este assunto! De um lado temos a sociedade como um todo que não vê a beleza do negro, por isso editoriais com negros não agregam o desejo de compra em uma campanha, que convenhamos faz da estética como seu principal recurso. De outro temos a indústria da moda que faz disso tudo uma desculpa e não faz o mínimo esforço para mudar os fatos, se esquecendo de que quem dita os padrões estéticos é a própria indústria, ao contrário não teríamos meninas de 13 anos se matando para serem magérrimas. Se a moda tentasse vender um negro com a sofisticação e o glamour de um branco ao invés de colocarem seus peitos de fora, em pouco tempo o conceito de belo do consumidor iria mudar.
    PS: gosto d++ do seu blog

  5. vender um negro com sofisticação e glamour de branco? oi?

  6. A unica coisa que eu enxergo como livre de racismo é o GOL !. Quem nao faz, gosta de gritar.
    A ideia do “ser livre de racismo” é boa, mas na minha opiniao impraticavel.
    Praticavel se abrirmos mao de parte do nosso senso critico e deixarmos uma ideia ,tambem racista, de padronizacao da beleza ser tida como superior ao conceito do racismo, acho uma ideia falsa, mas sei la.

  7. Pingback: Passarelas racistas! « Olá, Moda!

  8. Pingback: OFICINA DE ESTILO: MODA PRA VIDA REAL » Blog Archive » todo mundo tem alguma coisa pra dizer

  9. Vc falou com maestria sobre um assunto tão delicado…Adorei!
    Isso me abala, mas não me choca….Fui uma das pessoas a ajudar o Joni Anderson a promover o “Apagão Fashion – por mais negros na moda” em um SPFW anos atrás…Mesmo com tudo aquilo, quem tinha que se manifestar, fingiu ser apenas mais um protesto ediondo nos corredos do maior evento de moda do país…bah!
    Não apenas na moda, mas para o mundo eu sou a favor do seguinte: só misturando pra ver o que vai dar!

    Mas quem toma a iniciativa?

  10. Pingback: .sensações, o ombro e a roda. « Retalhos

  11. Sou seu ex aluno gostava muito de suas aulas, como não gostar? voce é bom caminhando para ”ótimo” posso falar? pos-graduando´.

  12. a moda e o negro,duas questões meramente visuais,nós, seres humanos ou desumanos,temos pouca capacidade de utilizar todos os nossos sentidos,se fossemos todos cegos não haveria racismo, eis a solução imediata para o racismo e a doença da moda, se fôssemos cegos não existiria moda e nem racismo, perguntemos a um cego se ele é racista, o racismo é a doença daqueles que tem enxergam. então, se a doença é enxergar a cura só pode ser a cegueira,por isso,aqueles que sofrem desta doença jamais procurarão curar-se.Hoje em dia temos clínicas para diversos tratamentos, se estamos drogados tem clínica de desintoxicação, se estamos gordos temos clínica para o tratamento da obesidade, se o nariz não estiver devidamente empinóquioezado temos as clínicas de cirurgia plástica, vocês ainda verão uma propaganda em grandes jornais e revistas de grande circulação no mundo inteiro com a seguinte propaganda : “Se você sofre de racismo procure uma clínica de tratamento mais próxima de você”. Deveríamos ter na Caras,Exame,The New York Times,Washington Post,etc…antes da novela das oito,nos intervalos dos jogos de futebol, no elevador das nossas casas,mas principalmente dentro de cada um de nós.

  13. Pingback: COTAS « dus*****infernus

  14. Cara ,eu tava dando uma olhada nas coleções de moda praia desse ano passado e exatamente no momento em que pensava algo familiar à esse teu argumento em pauta(moda ser em maioria utilizadora de modelos brancas) eis que me aparece esta foto . Copiei na Hora agora é minha , que negra linda essa ,qual o nome dela? eu sou apaixonado por mulheres magras , com perdão elas são mais joviais transmitem mais firmeza a quem quer viver longos anos e se cuida também . Dus infernus essa!!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s