Arquivo do mês: fevereiro 2008

ESTILISTAS PREPARAM DRINKS PARA NOITE CLÁSSICA DE SÃO PAULO

torre-de-quinta.jpg 

Quem nunca foi no Début, que todos conhecem como Quinta na Torre e já foi nome de estampa da marca Amonstro, com certeza não conhece a noite de São Paulo.

Criada faz 8 ou 9 anos atrás, nem Adriano Costa e Bispo se lembram ao certo, a festa foi culpada de muita desculpa esfarrapada por atrasos e faltas no trabalho na sexta.  

Pensando nos amigos que não podem ir pois sabem que o dia seguinte será terrível, Bispo resolveu fazer também uma versão mensal no Vegas na sexta, pro povo poder se jogar sem culpa.

A primeira festa acontece hoje, dia 29 de fevereiro, e eles convidaram estilistas para prepararem drinks para distribuir aos convidados. Não podemos esquecer que a catuaba com gelo que ficou conhecida como cat on the rocks foi largamente difundida na Début. 

A receita de Simone Nunes:

vinho tinto suave  

soda

rodelas do limão

muuuuito gelo 

Já de Fábia Berscek:

Panachê

1 copo de cerveja

com um touch de guaraná… 


E Wilson Ranieri ficou na dúvida e ainda vai escolher entre esses.

Dama da Noite

20ml de gim

20ml de licor de pêssego

20ml suco de laranja

10 ml curaçau blue

coqueteleira com gelo rapidamente!   

Falso Champagne

1 lata de guaraná

a mesma medida de vinho branco seco  

ambos bem gelados

na coqueteleira com gelo

servir sem o gelo!   

Exótico!!!!

20 ml de suco de maracujá

20 ml de groselha

50 ml de curaçau blue

50 ml de absinto

4 pedras de gelo  

Em copo com as 4 pedras de gelo acrescente um a um em ordem, o suco de maracujá, a groselha, o curaçau blue e o absinto.
Ficará um copo todo colorido e sirva com canudinho pra ser misturado conforme for bebendo. 
 

Divorce

100ml suco de abacaxi

100ml menta

100 ml cachaça

1 fio de leite condensado

na coqueteleira com gelo picado!

Vamos encher a cara hoje?    

WILSON RANIERI E WALÉRIO ARAÚJO ARRASAM EM BAZAR

Tinha prometido dar um tempo de colocar bazares aqui no blog, mas eu adoro tanto os dois e os preços são tão bons que não resisti.

Wilson está liquidando  peças de R$ 25,00 a R$ 150,00. Pense de blusa a vestido, passando por blazer, calças e sapatos! Tá super barato!

E o Wilson avisa: “Tem tamanhos diversos, não é só mostruário, viu!”

Tudo isso acontece na loja do Walério lá no Copan (aproveita e tome um café no Floresta), mas preste atenção nas datas e horários. Começa hoje, quinta, dia 28 de fevereiro.

bazarww_01.jpg

SAINT LAURET PANFLETÁRIO E VIDEOMAKER

Já muito se falou na blogolândia sobre o manifesto fashion, leia-se, ação de marketing que a grife Yves Saint Laurent está distribuindo em importantes cidades do mundo como Nova.York, Londres, Milão, Paris e Hong Kong para o verão 2008.

O manifesto é um livro de bolso com 24 páginas com a top Kate Moss fotografada por Ines van Lamsweerde e Vinoodh Matadin. Este é o segundo que a marca lança, o primeiro foi com Gisele Bündchen.

O total de panfletos, impresso em material reciclado, é de um milhão de cópias.

O manifesto sobre a mulher ideal pode ser visto também em Londres onde a marca montou uma instalação com imagens em tamanhos enormes na Old Truman Brewery, uma cervejaria de Shoreditch. 

A experiência com vídeo animou Stefano Pilati, o estilista da YSL para criar um outro na internet sobre a sua excelente coleção masculina de inverno 2008. Convidou o ator inglês Simon Woods, do seriado Roma e fez imagens fantásticas. A trilha sonora ficou a cargo do DJ mais fashion de todos: Michel Gaubert.

INVERNO 2008: PORQUE É UMA FESTA (DE IMAGENS)

É isso que eu espero de Paris:

DELÍRIO

2008-vivienne-westwood.jpg  Vivienne Westwood

 ESTRANHAMENTO

 2008-junya-watanabe.jpg Junya Watanabe

EXCESSO

2008-maison-martin-margiela.jpg Martin Margiela

PERSONALIDADE

2008-yohji-yamamoto.jpg Yohji Yamamoto

ORIGINALIDADE

2008-viktor-rolf.jpg Viktor & Rolf

I say no, no, no para o que foge disso e por favor, eu não estou falando de cotidiano, eu estou falando de Moda!

CADÊ MINHA ROUPA? SUMIU

wonder1.jpg 

Uma vez, entrevistando o editor de moda Alcino Leite sobre como seria a roupa do futuro, ele me respondeu que seri0a descartável, que você usaria e jogaria fora depois.

Algo semelhante, segundo o raciocínio do descartável mas com viés ecológico é o “Wonderland” desenvolvido pela estilista inglesa Helen Storey. O projeto desenvolvido em parceria com o químico Tony Ryan, professor da Universidade de Sheffield consiste em criar roupas que se dissolvam com o tempo. Essa moda biodegradável está sendo exposta em Londres na galeria da London College of Fashion, numa vitrine na John Princes Street e quando a exposição chegar em Belfast no final de 2008, as roupas sumirão completamente. É claro que o pessoal do SHOWstudio está gravando tudo e você pode conferir aqui.

Os “disappearing dresses” podem realmente fazer a diferença, só espero que eles não sejam biodesagradáveis de vestir.

PENSAMENTO FRACO DE DOMINGO POR BECK

Beck diz: “Não fui à festa porque não recebi herch covitch”

RENDA-SE À PRADA

A renda é uma estrutura muito Prada por excelência.  Em suas malhas abertas e delicadas construídas com fios que podem ser de seda, algodão, poliéster, juta, ráfia, linho ou lã estão as tramas de sua imagem cheia de contradições. E os opostos são elementos caros à marca de Miuccia e já expus aqui em outro post.

Não podemos esquecer do caráter monástico da renda, usada no começo de sua feitura, lá pelo século 16 por autoridades eclesiásticas. Na nossa memória afetiva, a renda está sempre associado as delicadezas de datas como batizados, casamentos ou velórios. No século 19, por exemplo, ela fez parte do vestido de noiva da rainha Vitória da Inglaterra.

Em compensação é impossível esconder a alta carga fetichista da renda. A transparência e sua associação com as detalhes de lingeries e underwear no começo do século 20 ainda perduram no nosso imaginário.

Com certeza, a renda é traz a imagem da contradição e mais cedo ou mais tarde a Prada que sempre procura a síntese entre os opostos não poderia deixar de reverenciá-la e isso aconteceu em sua coleção de inverno 2008.

E sem muito esforço a marca brinca entre o sexy e o recatado, já que a renda nos conduz involuntária e inconscientemente a essas duas imagens. Mas a Prada acaba criando uma outra imagem que mixa uma elegância sóbria mas também muito feminina no quesito sexual. Quem não se rendeu?

prada.jpg

síntese entre fetiche e pudor

prada1.jpg

uma imagem tão do DNA da Prada, mas nova com a aplicação das rendas no contexto

prada-2.jpg

 a fusão = Prada