SPFW: A MEMÓRIA DO MUNDO

ronaldo-fraga-1.jpg  

Quando Adão e Eva comeram o fruto proibido, eles se cobriram com uma folha de parreira: a primeira roupa e o primeiro ”tecido”. Arquetipicamente temos aí a passagem do homem irracional para o homem que se utiliza da razão.

E os tecidos são a razão dessa nova coleção de Ronaldo Fraga. Uma razão que se utiliza dos sentidos (toque, cheiros, cores) para iluminar um passado que está se perdendo ou que poderia se perder pois quando um criador como Fraga olha para esse tema, ele o reavive ou melhor, o reanima, pensando em anima como os gregos empregavam essa palavra.

ronaldo-fraga.jpg 

O tecido é a alma e o corpo de uma roupa, por isso as transparências dos inúmeros vestidos pendurados na passarela de Fraga retratam que as roupas apenas nos representam, mostram (ou escondem!) quem somos no íntimo.

Fraga que sempre gostou de formas bem mais soltas ao corpo dessa vez as ajustas para ficarem mais próximas da pele, pois são os tecidos nossa segunda pele e neles ficam marcados as nossas vivências, nossas dobras e nossa relação com as roupas.

Em uma atitude sempre proustiana, o estilista mineiro lança o perfume da memória para projetar sua visão de futuro e dessa vez suas madeleines foram a força de uma pequena loja de tecidos que trabalhou quando jovem.

Ele, como o filósofo Bergson, acredita na materialidade da memória e ao completar 25 coleções, sabe que todas as suas roupas e toda a sua memória estavam  espalhados pela passarela e também pela platéia como pequenos pedaços de tecidos jogados no ateliê de costura.

ronaldo-fraga-2.jpg

Anúncios

9 Respostas para “SPFW: A MEMÓRIA DO MUNDO

  1. amei “o tecido é a alma e a roupa representa (mostra ou esconde) a gente”. e lembrei da regina casé quando li, porque ainda acredito que ela escolhe o que usa pra representar quem ela é – de repente ela não é mais hippie (por dentro, eu digo), de repente ela ama mesmo ter dinheiro e gastar em labels. e escolhe coerentemente. não?

    (fã é fã, não tem jeito)

  2. e eu que pensei que pra ser bom estilista, cabelereiro, maquiador… tinha que ser viado!
    FRAGA MARAVILHA!

  3. graças aos santos e à sabedoria, que tarda mas chega, nucool entendeu algo mais sobre moda e sexualidade.
    lady westwood disse na globo que hoje em dia não recebe o tecido pra então criar a roupa. só chegam retalhinhos de tecidos e ela inventa umas peças e semanas depois o rolo de fazenda chega e ela pode enfim testar as roupas. muita coisa não presta no fim das contas…
    sei lá uma confusão… miolo mole no fim do domingão…

  4. muda o nome do meu link no teu blogroll!

  5. como vc disse num outro post lá em cima, a gente fica meio azedo depois da temporada. Mas bate um alívio quando somos envolvidos por poesia e resgates de certos valores e atitudes…ai, ai….

  6. Pingback: COLEÇÃO DE INVERNO DE RONALDOI FRAGA CHEGA ÀS LOJAS « dus*****infernus

  7. Pingback: BLOGVIEW REVISITED: DA ESPIRITUALIDADE DAS ROUPAS « dus*****infernus

  8. Pingback: SPFW: PREVIEW RONALDO FRAGA « dus*****infernus

  9. Pingback: RONALDO FRAGA: A MEMÓRIA DA MUDANÇA « dus*****infernus

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s