SPFW: OSKLEN – MÁGOAS DE CABOCLO, LISTRAS E O NOVO STREETWEAR

Desfile da Osklen, sala cheia. Peço para uma assessora um lugar, ela fala para sentar na cadeira última da imprensa internacional. Minutos depois uma outra assessora me tira dali. Sala cada vez mais cheia. Espero um pouco em pé, calmo, sem faniquitos. E sem chiliques, decido me retirar depois de ver que seria impossível sentar em qualquer lugar que fosse.

.A relação entre jornalista e assessoria é uma coisa complicada. As assessorias precisam dos jornalistas para promover seus clientes e os jornalistas, ultimamente, precisam das assessorias para gerar notícias. Nessa relação promíscua, pois muitos assessores e jornalistas são amigos ou parecem ter uma relação amigável, acaba-se sempre se confundindo tudo e todos em ambos os lados.

Alice Ferraz, que por exemplo sempre se fez de “amiga” minha, acho que descobriu agora que não sou mais repórter-redator do GNT Fashion, coisa que não sou há mais de um ano e simplesmente me riscou de sua lista de convidados. Nenhum de seus inúmeros convites que chegavam em casa veio dessa vez. O que mostra o meu enorme desprestígio em sua assessoria homônima e também do jornal da Folha de São Paulo, jornal que sou colunista e colaboro com regularidade para com a editoria de moda, fato que acontece também nessa temporada. Apenas um detalhe: Alice não é assessora da Osklen!

Mágoas de caboclos acesas porque infelizmente no mundo da moda é sempre o barraco que impera, mas meu império é outro…

Voltando a Osklen, resolvi ver o desfile no conforto refrigerado da sala de imprensa. Claro que só acredita no discurso da objetividade jornalística quem faz esse discurso ou o exige, mas nunca exerceu a profissão, porque essa objetividade é repleta de subjetividade e por esse motivo conto aqui toda essa saga. Quero dizer que fui ver o desfile com um pouco de mau humor e meio sem vontade tanto que nos primeiros looks o xoxo brotou forte: “Ih, Oskar fez uma Emília em crossover (olha a biologia aí, gente) com Pimentinha na fase delinqüente juvenil que acabou de deixar o xilindró com tanta listra”.emilia.jpg foto Charles Naseh – site Chic Emília, Emília, Emília… ou seria Pimentinha

Mas quando a coisa é boa, não tem mágoa de caboclo certa e a coleção foi me conquistando, recebendo meus elogios em voz alta. E por fim, alguma objetividade tem na crítica a seguir:

Osklen alarga com listras o conceito do streetwear

Desde a coleção sobre o vento que a Osklen não soprava novidades tão promissoras na passarela. A cidade vista do alto como uma grande plantação de colheita de idéias. A cidade vista nas luzes dos carros em movimento (as listras), das idéias em movimento.

Da idéia que os tecidos tecnológicos podem ser naturais como o couro vegetal. Da idéia que um novo unissex sem ser uniforme e uniformizante imperará pelas ruas. E principalmente da idéia que o streetwear pode (e deve) ser explorado como uma das grandes metrópoles que inspiraram a marca. Explico: existe um senso comum em moda que os estilistas de streetwear só passam a ser realmente respeitados quando dominam a alfaiataria.

Fato que muitas marcas fazem a passagem, entre eles a Osklen, mas com a conquista do domínio da alfaiataria e sua sedução, existe sempre a perda de um pouco do imperfeito, do “sujo” do streetwear “de raiz”, que no fundo é a verdadeira moda de rua.

osklenunissex.jpg  foto Charles Naseh – site Chic  

o novo unissex da Osklen 

Com a alfaiataria existe uma glamourização do streetwear e isso a Osklen tem feito em inúmeras coleções passadas. Pela primeira vez, a alfaiataria estava a serviço completo do streetwear, mostrando uma inversão de movimento. Movimento esse que ainda iluminará muito a nossa moda.

Anúncios

9 Respostas para “SPFW: OSKLEN – MÁGOAS DE CABOCLO, LISTRAS E O NOVO STREETWEAR

  1. A Alice Ferraz é ridícula, uma das piores pessoas no mundo da moda,sempre interesseira. O que dá mais raiva é que essas assessoras ganha mais que os estilistas e usam dos recursos das marcas pra gongar quem elas querem. Verdadeiras mafiosas.

  2. Adorei o momento DESABAFANDA, porque é bem assim mesmo.

    E como na SWWPFPWFW o crachá GNT atrasa até desfile se você falar mais alto, vai de cada um. Como diria o jargão sócio-popular, “é tudo uma questão de estilo”, chique é ser inteligente, que é Alice na cena? kkkk

  3. meu cu e meu cocô fedido pras alices. deixa ela beber o espumante e gargalhar à toa que é pra isso que ela tá lá. como se com isso ela fosse se transformar em alguém na cena, né Jade?

    mas o que mais me impressiona na Osklen é que os desfiles e toda a papelaria em torno das coleções são bons, mas a vitrine da loja em Ipanema é um desastre sempre! será culpra da vitrinista ou do que chega nas lojas? acho que 30% do que desfila vira moda pra vender, o resto é puro enfeite pra jornalista desavisado ver.

  4. Por que toda loja muderna do Rio é feita de madeira?

  5. Afffffff… Helooooou! A moda fica e as Alices passam. E essa vai passar mais rápido ainda porque quer aparecer mais do que seus clientes. Ela é a maior cliente da assessoria dela….hahahahahahah
    Já vi ela maltratar estilista da própria marca que a tinha sob contrato. Gongo nela. She’s a bitch…

  6. Pingback: SPFW: BAFOS! « dus*****infernus

  7. Parabéns Vitor! A Emilia, Emilia… fez meu dia.

  8. Realmente… Que problemao ficr de fora de um desfile de moda… OOOO meu Deus.. O mundo vai acabar.. Isso é realmente importante pra tua vazia existencia, ne nao, nego? Po, bicha “despechada” eh vingativa pra caramba… Eu soh sei que essa galerinha de moda em Sao Paulo eh vazia…falsa.. malvada… envenenada…E invejosa. A Alice eh super batalhadora. Vai trabalhar nenenzinho, vai….

  9. Pingback: SPFW – O ABSTRATO POÉTICO DA OSKLEN « dus*****infernus

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s