OS OLHOS DA IMPRENSA

Ontem, vi no Jornal da Globo uma estranha matéria sobre o uso da maconha nos campi das universidades de Santa Catarina.Explico o “estranha”:

  1. a matéria tinha um tom de denúncia como se fosse alguma novidade para os jornalistas que estão cansados de saber que muitos estudantes fumam maconha nas universidades. Lembro que de sexta-feira na PUC na década de 80, o patchuli era forte. Sentia-se até no ponto de ônibus o cheiro.
  2. A escolha de uma universidade em Santa Catarina. Por que tão longe do eixo Rio-São Paulo se aqui teriam inúmeras faculdades para fazer essa reportagem e não gastaria tanto com diárias, equipe, etc, etc.
  3. O que se pretendia com essa matéria, já que, a visão demoníaca da erva já não faz muito sentido hoje em dia para boa parte da classe média e a matéria soava antiga com esse tom nefasto.

Mais pra frente entenderemos porque essa matéria tão esdrúxula, pois é claro que o interesse era outro do que a chamada denúncia do uso da maconha por universitários.

Em homenagem ao Jornal da Globo, coloco agora uma mesma história sobre diversos olhares dos órgãos da imprensa.

cha.jpg 

A História de Chapeuzinho Vermelho

*JORNAL NACIONAL*
(William Bonner): “Boa noite. Uma menina chegou a ser devorada por um lobo na noite de ontem…”.
(Fátima Bernardes): “.. Mas a atuação de um caçador evitou uma tragédia”.

*FANTÁSTICO*
(Glória Maria): “… Que gracinha, gente. Vocês não vão acreditar, mas essa menina linda aqui foi retirada viva da barriga de um lobo, não é mesmo?”

*CIDADE ALERTA*

(Datena):”… Onde é que a gente vai parar, cadê as autoridades? Cadê as autoridades?! A menina ia para a casa da avozinha a pé! Não tem transporte público! Não tem transporte público! E foi devorada viva… Um lobo, um lobo safado. Põe na tela!! Porque eu falo mesmo, não tenho medo de lobo, não tenho medo de lobo, não.”

*REVISTA VEJA*
“Lula sabia das intenções do lobo”.

*REVISTA CLÁUDIA*
“Como chegar à casa da vovozinha sem se deixar enganar pelos lobos no caminho”.

*REVISTA NOVA*
“Dez maneiras de levar um lobo à loucura na cama”.

*REVISTA MARIE-CLAIRE*
“Na cama com o lobo e a vovó”.

*FOLHA DE S. PAULO*
Legenda da foto: “Chapeuzinho, à direita, aperta a mão de seu salvador”. Na matéria,

box com um zoólogo explicando os hábitos alimentares dos lobos e um imenso infográfico mostrando como Chapeuzinho foi devorada e depois salva pelo lenhador.

*O ESTADO DE S. PAULO*
“Lobo que devorou Chapeuzinho seria filiado ao PT.”

*ZERO HORA*
“Avó de Chapeuzinho nasceu no RS”.

*AQUI*
“Sangue e tragédia na casa da vovó”.

*REVISTA CARAS *

(Ensaio fotográfico com Chapeuzinho na semana seguinte)

Na banheira de hidromassagem, Chapeuzinho fala a CARAS: “Até ser devorada, eu não dava valor para muitas coisas da vida. Hoje sou outra pessoa”.

*PLAYBOY*

(Ensaio fotográfico no mês seguinte)
“Veja o que só o lobo viu”.

*REVISTA ISTO É*
“Gravações revelam que lobo foi assessor de político influente.”

*G MAGAZINE*

(Ensaio fotográfico com lenhador)
“Lenhador mostra o machado”

Anúncios

13 Respostas para “OS OLHOS DA IMPRENSA

  1. Eu vi a mesma matéria, a chamada pro Jornal da Globo, entrou logo após um episódio da “comédia” Toma lá dá cá. Onde um jovem joga uma bala (aka Ecstasy) na boca da sindica e ela fica locana e apronta muita confusão hahahahaha

    Isso tudo é culpa do efeito BOPE!

  2. Eu tbm fiquei chocado com estudantes fumando maconha, ainda mais de jornalismo em uma universidade com um lindo gramado em Santa Catarina.
    que vergonha!

  3. Olá, sou responsável pelo desenvolvimento do novo site do shopping Mega Polo Moda, no último mês o site foi completamente reformulado, ganhou um layout mais moderno, mais fashion e com uma quantidade imensa de informação, catalogos viruais que são atualizados quase que diariamente com produtos dos mais de 400 lojistas que fazem parte do empreendimento. Além disso também lançamos um novo canal de noticias, gestão e tendencias de moda e estamos buscando colunistas para compor a equipe.
    Os colunistas terão total apoio de jornalistas, fotografos e devem obedecer a uma periodicidade a ser acertada para cada caso.
    Eu acompanho seu blog, e acredito que a proposta possa interessar.
    Para conhecer o site e entender melhor as nossas necessidades visite http://www.megapolomoda.com.br
    Se tiver interesse envie seu curriculo para rosana@hequilibrio.com.br citando que é uma recomendação de Daniele Viana da agência b2brasil.

  4. HAHAHA…Adorei as manchetes. O Datena é impagável! É tudo um questão de ponto de vista…

  5. Deviam jogar adolescentes em uma vala e metralhar.

    O lance da Chapeuzinho é muito bom, famoso e-mail.

  6. como ex-estudante da UFSC acho bem “estranha” essa matéria, feita por uma ex-colega de faculdade. e no CA do jornalismo fumava-se muuuuuito baseado e até parece algo novo mesmo, né? mas em se tratando de RBS TV, da família Sitosky multimilionária afiliada aos Marinho e que monopoliza a imprensa em SC e RS, não é novidade nenhuma essa batalha pelos bons costumes e a moral (qual moral?).

    eu vou apertar, mas não vou acender agora. tô esperando a senhora!

  7. Reportagens sobre drogas ganharam novo fôlego depois de Tropa de Elite. Apesar dos jornalistas saberem que a prática é comum, creio que o editor pensa no público médio do telejornal, sucetível a se impressionar com esta notícia.

    Somado aí um bom material de uma afiliada que devia reclamar da falta de representação da sua área no noticiário nacional + possível desavença com governador/prefeito local = Cristiane Pelajo balançando o cabelo e falando bobagem.

  8. lendo o seu post veio na minha cabeça uma vez qdo um professor de Ética e Cidadania tava dando aula no primeiro semestre da faculdade.. e deu um exemplo:

    “Imagina se alguém plantasse uma floresta de maconha aqui no Mackenzie…”

    ai a sala toda riu.. (pelo menos 1/3 de consumidores da cannabis…)

    realmente uma matéria dessas não é jornalismo..

    beijao

  9. Não tem nada de estranho…. é o jornalismo mesmo. Pagador de regras sociais.

  10. Faltou uma versão:

    A história da chapeuzinho vermelho retrata esta cituação; um lobo transvestido de vovozinha, tão inocente quanto incapaz de fazer algum mal.

    Incrivel as coisas que não acreditamos ser um perigo real para a sociedade humana.

    O lobo sempre anda disfarçado e cada um vê mas enxerga de forma diferente.

    Fuja do perigo.

    Divirtam-se

  11. As manchetes são ótimas hahaha
    Bjo

  12. A família dona do Grupo RBS, que, dentre outras coisas comanda os meios de comunicação em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul é SIROTSKY e não Sitosky, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Mas realmente Vítor, eles não pagaram prá fazer a matéria, aliás, como Florianópolis no inverno parece uma cidade fantasma, a ÚNICA coisa que eles tinham prá falar sobre Santa Catarina era isso mesmo.

    Além disto, como tu mesmo relatou aqui no teu blog, pensando em grana e pensando no que tá dando uma boa grana agora, MODA, a vedete de Santa Catarina está virada prá dentro do Estado, em Blumenau. Florianópolis realmente é somente uma capital formal, tendo em vista que a maior cidade de Santa Catarina é Joinville e que a grana tá no pólo têxtil.

  13. Parabéns pela matéria, achei sensacional!

    Mas é isso:
    1) Se pretendia arrumar coisa prá amarelo (catarina) fazer.
    2) Os Sirotsky comandam a transmissão da Globo no RS e em SC e os jornais Zero Hora e Pioneiro (RS) e Diário Catarinense (SC). Dentre o monte de negócios que eles tem (não vou lembrar de tudo). Jurerê Internacional (loteamento), Maiojama (Construtora) e por aí vai.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s