CÓPIA COMO AUXÍLIO DE IDENTIDADE, MAS QUAL IDENTIDADE?

Sobre a cópia no Brasil, como escrevi no Blogview, penso que é muito mais um problema de mentalidade do que de criatividade.

É muito comum entre os estudantes de artes plásticas, copiar certos quadros famosos para tentar descobrir como eles superaram certos problemas plásticos na prática. Você vai aos museus e lá estão eles copiando, copiando…

Claro que eles não têm o problema ético de apresentarem o que copiaram como um trabalho autoral: Todos sabem que aquilo que eles fizeram tem apenas o valor de exercício para descobrirem como podem chegar a ter uma expressão pessoal ou não.A moda norte-americana também copiou” ad infinitum” a moda vinda de Paris até descobrir sua possível identidade. Pode ser que nesse exercício de copiar que os brasileiros estão atrelados a descobrir sua verdadeira personalidade fashion.  Mas na moda, a questão nacional é paradoxal. Diferentemente do que nas outras áreas, é complicado entender o conceito de nacional. A moda, em si, se propõe internacionalista. Vejam só a tão falada moda francesa: Balenciaga era espanhol. Yamamoto e Kawakubo são japoneses, Alaïa é tunisiano e Worth e Galliano vieram da Inglaterra só para citar alguns nomes. E é impossível falar da moda em Paris sem falar desses nomes.
43915975_1dfef97a05.jpg

Dona Kawakubo faz moda francesa ou japonesa?

2 Respostas para “CÓPIA COMO AUXÍLIO DE IDENTIDADE, MAS QUAL IDENTIDADE?

  1. kawakubo é moda japonesa, for sure. mas para o mundo. ou o contrário, o mundo é quem abraçou sua moda.

  2. kawakubo faz moda japonesa com prototipos caricatura da moda francesa ..pura ironia..ja identidade francesa e referenciada. numa inspiracao a la galliano que passa pela revolucao francesa ao dolls de toquio nun so modelo..identidade se perde no escapismo. momentos consagrados de estilista pra filme.. imortalizado ..nao precisa ser copiado.. acho que identidade francesa ja se perdeu .. as consultoras conservadoras francesas.. insistem pra estilistas como nicolas .. ou novo boom de cristophe pra balmain. olhar mais pra arquivos passados.. fica ai identidade de lanvin .. fechada na maison .. nao creio que uma copia nacional..chega a uma identidade ..velhos secredos de estado dessas antigas labels francesas.. fazer zilhoes de bordados pagando pra uma altero marca estrangeira revendendo peacas com bureaux pronto a preco de importacdo pra chegar na foto que chega nun minuto pela internet.. e ficar cada vez mais distasnte de uma identidade nacioanl !

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s